Seus Contos Eróticos » Coroas » Fodendo com meu estagiário

Fodendo com meu estagiário

Publicado em maio 5, 2021 por store

Empresária safada fodendo com o estagiário

Eu sou uma empresária de sucesso, consegui tudo com muito esforço e deixei a vida romântica de lado, minha maior fantasia era transar com o estagiário, vou contar como tudo aconteceu. Lucas era um rapaz alto, olhos verdes, corpo definido e sem exageros, eu me chamo Marcela e sou proprietária de uma empresa de cosméticos, precisava de um homem para serviços específicos e o currículo de Lucas caiu como uma benção na minha mesa.

Depois de uma forte análise, fizemos um período de experiência e eu comecei a sentir um tesão fora do comum por ele. Chamava-o pelos motivos mais ridículos até minha sala, usava saias curtas e provocava ele o tempo inteiro, ele não parecia se incomodar, aparentava um certo medo porque eu era a “chefona” e isso me deixava ainda mais louca pra dar pra ele ali mesmo.

Numa tarde qualquer, ele apareceu com umas correspondências, agradeci e disse que precisava de mais um favor. Levantei e fechei a porta, tranquei e vi os olhos dele se arregalarem na minha direção, me virei abrindo a blusa de botão, pedi que ele usasse meu corpo e jamais contasse pra ninguém, bateu um certo medo de rejeição, porém ele sorriu muito tímido e eu me aproximei. Segurei seu rosto e o puxei para um beijo, ele veio de mão cheia na minha bunda, levantou minha saia e acariciou meu cuzinho por cima da minha calcinha de renda, fiquei molhada na mesma hora.

A ereção dele estava tentando furar a calça, desci a mão e abri o zíper lentamente, puxei o pau inesperadamente grosso dele e desci para chupar. Ele era uma delícia, me olhava com cara de safado e segurava meu cabelo enquanto eu babava o pau dele todinho, ele me fez levantar do nada e me jogou contra a minha mesa, afastou minha calcinha e botou tudo de uma vez. Sufoquei o grito que eu queria dar e mexi com força, rebolei olhando pra trás, ele puxava meu fio dental pra cima e olhava meu cuzinho, eu já estava tão molhada que minhas pernas ficaram meladas.

Virei pra ele, tirei a blusa, a saia e a calcinha e fiquei só de meias de renda e salto alto, ele ficou louco, me sentou na cadeira e abriu minhas pernas pra me chupar, a língua dele era tão habilidosa quanto o pau, meus gemidos estavam altos, mas quando eu pensava no perigo de tudo aquilo minha cabeça ficava louca. Ele botou o pau de novo, olhando nos meus olhos e me beijando, a posição me fez gozar rapidinho e eu pedi mais.

Ele parecia que estava no céu, metia como um louco e era muito obediente, do jeitinho que eu gostava, migramos da cadeira para o sofá da minha sala aos beijos, as mãos dele me pegavam com vontade e ele mexia muito na minha bunda, eu já sabia o que isso significava. Ele se sentou e bateu na perna como um sinal para que eu me sentasse por cima, sentei-me, peguei o pau dele e forcei a entrada na minha bunda, ele gemeu alto, segurou minha bunda bem aberta pra me ajudar a botar. Quando entrou eu comecei a mexer devagar, ele rasgou minha calcinha e me fodeu com força, eu gemia muito alto, tive orgasmos múltiplos quicando naquele safado, ele mandou eu virar de frente só para comer meu cu e botar dois dedos na mina buceta.

Gozei como nunca havia gozado na minha vida, meu sofá tinha várias manchas molhadas dos nossos fluidos, eu não queria deixar o estagiário ir embora até que ele revelou que precisaria ir para não poder o ônibus de volta pra casa. Garanti que o levaria para casa, mas só depois que ele passasse na minha mansão, passasse o fim de semana inteiro…

1.310 views views

Contos relacionados

Duas coroas com dois novinhos

Duas coroas safadas pegando dois novinhos Um dia desses recebi uma ligação e era o filho de uma amiga minha. Há um tempo eu acabei tirando a virgindade dele e do irmão, sempre gostei de caras...

LER CONTO

Fodendo com estranho que conheceu no bar

Coroa safada dando pro cantor que conheceu no bar Coroa viúva saiu para um bar para relaxar a mente e tomar uma cerveja. É sexta-feira e essa safadinha está com muito tesão na buceta pois não...

LER CONTO

Deixei meu enteado me comer

Meu enteado me pegou de jeito Me chamo Maria Júlia, tenho 38 anos, casada há 10 e tenho um enteado de 18 anos que morava com a mãe e depois de um tempo resolveu passar um tempo na casa onde...

LER CONTO

Ele me pegou de jeito e me fodeu

Um safado me fodeu bem gostoso Me chamo Angela (*), tenho 30 anos. Há um tempinho atrás conheci um homem que morava perto do meu trabalho, passava todos os dias e lá estava ele, sempre fazendo...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 4 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2022 - Seus Contos Eróticos