Seus Contos Eróticos » Relatos » Fodendo no interior de São Paulo

Fodendo no interior de São Paulo

Publicado em maio 20, 2021 por store
Rate this post

Fodendo com a gostosa depois da festa de Rodeio

Há alguns anos atrás, morava no interior de SP, região próxima a Rio Preto, e trabalhava pela região.

Fui em uma festa do peão e lá conheci Marina, uma baixinha loirinha de cabelos lisos e olhos verdes, após esbarrarmos no meio do povo, demos um beijo e brinquei com ela, se nos vermos de novo….. Iremos embora juntos, fiquei a noite toda com meus amigos e quando era umas 2:30 da manhã eu já estava cansado e não minto eu queria fazer amor gostoso com aquela ninfetinha.

E pra minha sorte, encontrei ela e começamos a nos beijar novamente, falei vamos embora.

Ela estava de carro e eu estava a pé, mandei ela me levar até minha casa, fomos conversando, chegando lá na frente eu pedi pra ela entrar e ela não quis.

Começamos a nos beijar e meu pau já estava todo molhado, louco de tesão, levantei a saia dela e coloquei a mão pra sentir aquela buceta, aliás ela já estava toda molhada também.

Não deu tempo nem de nos chuparmos, Marina subiu em cima de mim, e começou a foder meu pau, sentando e colocando ele todinho dentro da buceta, eu estava com tanto tesão que gozei tudo dentro da buceta dela em menos de 1 minuto.

Pedi desculpas pelo ocorrido ela saiu de cima e pegou na minha cara e disse, filho da puta e eu gozei?? Eu peguei na cara dela mais forte e falei, vagabunda você espera um pouco que vou te dar o que você quer.

Ficamos bebendo o restante da cerveja e eu recompondo da gozada gostosa, que havia tido minutos atrás. Então comecei a beijar ela novamente e foder ela com o dedo dentro do Pegeuot dela, preto com insulfim, ela rebolava no meu dedo e disse que queria meu pau de novo.

Mandei ela ir pro banco de trás, eu fui em seguida, abri as pernas delas, cuspi na cabeça do meu pau e coloquei novamente sem camisinha, ela sussurrou, coloca a camisinha, eu falei cala sua boca, ela sorriu e disse é assim que eu gosto.

Comecei a penetrar ela de frente com as pernas dela no meu ombro e eu enfiando meu cacete todinho molhado nela, ele ia entrando e saindo com rapidez, ela se tremia de vontade de gozar e eu queria ver aquela biscate gozar igual uma puta.

Virei ela de costas no banco e coloquei ela de 4, enfiei bem forte na buceta dela, e enquanto metia ela abria a bunda com as mãos para sentir as minhas bolas tocarem na bucetinha dela.

Senti que ela gostava disso, foi ai que ela me disse que iria gozar, nesse momento eu deixei meu pau dentro da buceta dela e comecei a acariciar com o dedo o clitóris dela.

Ela gozou se tremendo toda com meu pau dentro dela, o carro todo embaçado e aquele cheiro de trepada maravilhoso exalava. Marina era branquinha daquelas, que fica vermelha quando tocada, e confesso que me deu um tesão ver aquela pele rosadinha, foi o suficiente pra eu mandar ela mamar meu pau.

Abri a porta do carro desci sem roupa na frente de casa e ela sentada chupava um cacete com maestria, enquanto chupava ela começou a se masturbar, sinal que queria mais pinto.

Mandei ela descer do carro e coloquei ela de costas no capô, enfiei de novo , só que dessa vez eu puxava o cabelo dela, enquanto ela gemia na minha piroca.

Já não aguentando mais, tirei meu pau de dentro dela, Marina se abaixou e colocou a língua pra fora, foi o suficiente pra minha porra sair direto na cara dela, com direito a gotas nos olhos verdes , no nariz e na língua dela.

Marina se limpou com um lenço umedecido que tirou do portas luvas e se arrumou, disse que tinha sido uma boa transa, trocamos telefone mas na semana seguinte Marina disse que voltou com o namorado, mas de consolo disse que tinha sido umas das melhores foda de sua vida. Passaram se 10 anos e hoje bateu saudades daquela loirinha com cara de boneca, mas com jeito de puta.

604 views views
Rate this post

Contos relacionados

Meu colega fotógrafo

Meu nome é Jade, tenho 25 anos, eu sou uma bela morena, tenho 1.70m, cabelos pretos médios e lisos. Tenho uma bela bunda e coxas bem torneadas. Meus seios são médios e eu sou bem safadinha. ...

LER CONTO

Fodendo a loirinha carioca

Fodi a loirinha carioca do aplicativo Certa vez conheci Day, num aplicativo de celulares e nos encontramos pessoalmente. Day era super cheirosa era baixinha, cabelos loiro grande e tinha uma cova...

LER CONTO

Comendo a dona da pizzaria

Comendo a chefe gostosa na pizzaria Há alguns meses rolou algo inusitado que já mais imaginei que iria acontecer. Bom vamos lá: Atualmente trabalho em uma pizzaria aonde aconteceu tudo. Eu...

LER CONTO

Meu novo amigo do Tinder

Meu nome é Juliana, tenho 31 anos, seios fartos, bumbum grande, tipo gostosas. Eu estava passando uns dias na casa da minha mãe em SC. Eu andava com a bucetinha latejando de vontade de sentir uma...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 3 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2022 - Seus Contos Eróticos