Seus Contos Eróticos » Em Público » Loucuras na piscina da pousada

Loucuras na piscina da pousada

Publicado em abril 19, 2021 por store

Muita putaria na piscina

Eu estava de férias com meu namorado numa pousada do litoral de São Paulo, só pra relaxar alguns dias, o lugar era muito tranquilo, aqueles lugares em que as pessoas acordam cedinho pra aproveitar os dias lindos de sol, era um clima delicioso. Num desses dias ficamos pela área da piscina, esperamos o movimento diminuir porque a realidade era que tínhamos segundas intenções naquele local, era um fetiche muito grande que eu tinha de trepar na piscina.

Meu biquíni era meio transparente, branco e bem cavadinho, Miguel, meu namorado, ficou louco quando me vestindo essa peça, ele vestia uma sunga branca também, o pau enorme marcando tudo. Eu estava na borda da piscina, ele veio por trás passando a mão pelo meu corpo inteiro debaixo da água, encostou o pau na minha bunda e eu senti sua ereção, suspirei baixinho quando sua mão acariciou suavemente a minha buceta, afastou meu biquíni pro lado e começou a me dedar de forma discreta, eu disfarçando e vendo que já não tinha mais quase ninguém pela área.

Essa safadeza rolou até não ter mais uma pessoa por ali, nadamos até a parte mais afastada da piscina e Miguel sentou no primeiro degrau da água, que não chegava a cobrir sua pica volumosa. Cheguei bem pertinho e tirei a cabecinha e passei a língua olhando nos olhos dele, ele parecia vigiar tudo em volta e alisava o meu cabelo para disfarçar e esconder o boquete que eu tava pagando ali mesmo. O boquete me fez perder a linha, eu sentia meu corpo todo quente de tanto tesão, a adrenalina estava a mil!

Nos revezamos e ele me chupou muito gostoso na borda da piscina, eu ficava de costas para a entrada, então estávamos razoavelmente cobertos, caso alguém nos surpreendesse. Ele ficou por uns minutos e segurei pra não gozar ainda e desci pra gente se pegar mais forte. Miguel me abraçou e seu pau ficou roçando na minha virilha, nos beijamos apaixonadamente e eu afastei as pernas e empinei a bunda, fui deslizando bem devagar, a cada centímetro eu me arrepiava que nem louca.

Era tudo uma delícia, não dava pra bombar muito forte dentro da água, mas a pressão era muito gostosa e o pau do meu namorado era bem grosso, ele agarrado na minha cintura e respirando que nem um touro no meu ouvido. Trocamos de posição e fiquei de frente pra ele, ele gemeu baixinho quando botou a pica todinha de uma vez, ele socava até o talo olhando nos meus olhos e dizendo que eu era a putinha safada dele.

Recuperamos o fôlego mais uma vez, nos ajeitamos dentro da piscina ainda e saímos da água. Entramos no quarto onde estávamos hospedados, fomos para o banheiro tomar um banho e não fiquei surpresa quando ele tirou a sunga e seu pau continuava duro, indicando que aquele dia não ia terminar tão cedo…

998 views views

Contos relacionados

Meu vizinho comedor

Meu vizinho comedor me deu um trato Sou uma mulher divertida, animada e durante um dia de trabalho, conheci um cara bem interessante na empresa. Um dia, saí para curtir uma praia e descobri que...

LER CONTO

A buceta da vizinha casada

Uma experiência gostosa com a vizinha casada Eu me chamo Felipe, tenho 23 anos e sempre fui bastante safado. Moro com meus pais e do nosso quintal dá pra ver a casa da nossa vizinha, uma mulher...

LER CONTO

Fui guia de turistas liberais

Virei guia de turistas bastante safados e liberais Me chamo Jorge, tenho 25 anos e minha cidade estava bastante movimentada mesmo nessa época de pandemia. A empresa em que trabalho me deu...

LER CONTO

Trepando com o namorado no ônibus

Transando com o namorado no ônibus Eu e meu namorado resolvemos fazer uma viagem para um local chamado praia do forte com um grupo de amigos e conhecidos, lógico que tinha algumas pessoas que...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 1 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2022 - Seus Contos Eróticos