Seus Contos Eróticos » Em Público » Meu vizinho comedor

Meu vizinho comedor

Publicado em fevereiro 21, 2021 por store

Meu vizinho comedor me deu um trato

Sou uma mulher divertida, animada e durante um dia de trabalho, conheci um cara bem interessante na empresa. Um dia, saí para curtir uma praia e descobri que o cara bonitão do meu trabalho era meu vizinho. Como sou uma pessoa muito reservada, não conheço muito o pessoal que mora aqui no prédio.

Eu aproveitei que ele também estava descendo para a mesma direção que eu e resolvi puxar conversa e falar que o conhecia. Para ele foi uma surpresa também, pois disse que tinha me visto algumas vezes na empresa. Como estávamos sozinhos, o papo ficou cada vez mais interessante.

O nome dele é Guilherme, um homem com uma feição séria, mas muito gostoso. Aos poucos descobri que ele tinha um ótimo senso de humor. A praia estava tão legal que perto do meio dia a gente ainda estava lá descobrindo várias afinidades.

Nossa conversa rendeu até o por do sol, regada a cervejas, mergulhos naquele mar maravilhoso e muitas risadas. A praia começou a ficar vazia e quando percebemos, a gente resolveu dar um último mergulho para ir embora.

Confesso que eu estava muito interessada e com um tesão imenso nesse homem, no entanto, resolvi respeitar o começo da nossa “amizade” e resolvi ficar sossegada. Quando a gente mergulhou, manifestou todo seu interesse de uma forma muito interessante. Ele quis me segurar no colo, mesmo sabendo que eu não ia me afogar.

Naquela praia vazia, ele se transformou em um safado, colocou meus peitos pra fora do biquíni e começou a chupar cheio de tesão, deixando meus biquinhos bem durinhos, enquanto minha buceta ficava encharcada de tanta vontade que eu estava sentindo de dar pra esse macho gostoso.

Cedi a qualquer tentação, deixei ele me tocar onde quisesse. Eu estava um pouco tensa por estarmos em um local público, entretanto, a vontade de foder era tão irracional, que não consegui me conter nem pensar em mais nada.

A gente ficou se pegando, ele metia a mão na minha buceta, sentiu o quanto estava molhada e eu retribui pegando naquele cacete gostoso que estava quase furando a sunga. O clima tava bom, mas para ficarmos mais a vontade, ele resolveu me convidar para sua casa, pra gente terminar o que tinha começado ali.

Topei sem pensar duas vezes, na casa dele tomamos banho juntos e ele me pediu pra eu chupar seu pau. Na hora me ajoelhei enquanto a água corria por nossos corpos e comecei a lamber a cabeça daquele pau. Depois de fazer isso olhando bem nos olhos dele, abocanhei todo aquele cacetão delicioso.

Enfiei cada centímetro na minha boca, até bater em minha garganta. Ele ficou bastante excitado e começou a empurrar de leve essa pica gostosa na minha boca. Eu estava tão molhada só de chupar ele, que ficava até nervosa imaginando quando ele fosse me comer gostoso.

A gente saiu do banho, ele me debruçou no sofá, pegou um lubrificante e lambuzou sua pica todinha, como se precisasse, eu estava completamente molhada. Ele abriu bem minhas pernas, deu uma lambida na mão e começou a estimular meu clitóris.

Ele disse que meteria na minha bunda, me colocou de quatro e comeu meu cuzinho enquanto metia os dedos na minha buceta. Eu não sei explicar a sensação, me arrepiava inteirinha, fiquei muito excitada e logo ele me fez gozar gostoso de uma maneira que eu nunca tinha gozado.

Eu nunca tinha pego um homem tão bruto e com uma pegada tão excitante. A gente curtiu demais, ele deixou meu cu todo arrombado, gozou dentro dele e depois ficamos na cama trocando carinhos. A gente voltou a tomar umas cervejas, pedimos comida e nada do tesão passar.

Fiz questão que ele me comesse novamente e ele me fodeu de todos os jeitos, me fez gozar novamente e depois disso, passamos a transar com frequência e lendo esse conto, tenho certeza de que ele vai me comer como sempre, de um jeito bem gostoso.

668 views views

Contos relacionados

Loucuras na piscina da pousada

Muita putaria na piscina Eu estava de férias com meu namorado numa pousada do litoral de São Paulo, só pra relaxar alguns dias, o lugar era muito tranquilo, aqueles lugares em que as pessoas...

LER CONTO

A buceta da vizinha casada

Uma experiência gostosa com a vizinha casada Eu me chamo Felipe, tenho 23 anos e sempre fui bastante safado. Moro com meus pais e do nosso quintal dá pra ver a casa da nossa vizinha, uma mulher...

LER CONTO

Fui guia de turistas liberais

Virei guia de turistas bastante safados e liberais Me chamo Jorge, tenho 25 anos e minha cidade estava bastante movimentada mesmo nessa época de pandemia. A empresa em que trabalho me deu...

LER CONTO

Uma experiência sexual voyeur

Tem um rapaz que trbaalha no mesmo shopping que eu. Sempre trocamos olhares, no entanto, nunca imaginei que passaria disso. Tenho 21 anos, sou loira, malhada e acredito que chamo a atenção por onde...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 2 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2022 - Seus Contos Eróticos