Seus Contos Eróticos » Contos de Virgens » Perdendo a virgindade com meu irmão

Perdendo a virgindade com meu irmão

Publicado em abril 8, 2021 por Nordestino_Tarado

Clara, 25 anos, vou contar algo que aconteceu há alguns anos. Meu pai ficou viúvo e começou a sair com uma nova mulher. Ela tem um filho exatamente da minha idade, um tremendo gato, mas ele era introvertido e bastante tímido, algo que me chamava ainda mais a atenção.

Com o tempo acabei ganhando um meio-irmão gostoso. Eu sempre olhava pra ele com interesse, o volume do seu pau, sua bunda gostosa, mas não passava de olhares. Eu ainda era virgem, mas sempre fui muito safadinha e pegava vários garotos do bairro.

Um dia não aguentei mais e roubei um beijo do Pedro, filho da minha madrasta. Ele ficou surpreso demais e eu super constrangida. Passamos uns dias sem conversar. Um dia sentamos juntos no sofá e acabei beijando o pescoço dele. Senti o Pedro se arrepiar inteiro e um volume começando a se formar no seu short.

Estávamos sozinhos em casa, então seria a oportunidade de ouro. Depois disso, começamos a ficar sempre que dava, só trocando beijos, mas com o tempo nossa relação ia ficando cada vez mais intensa, com direito a mão boba e muito tesão que a gente tentava reprimir.

Foi inevitável não acabarmos transando, pois um dia, depois de trocarmos beijos, não aguentei de vontade, passei a mão pelo seu pau e ensaiei uma punhetinha. Ele ficou nervoso, mas bem excitado. Logo, fiquei completamente nua e comecei a me esfregar nele enquanto ajudava a tirar suas roupas.

Esfreguei meus mamilos no corpo dele, o safado tirou a cueca e aquele cacetão saltou em cima de mim, me deixando louca. Ele estava muito ofegante e eu também. Fui me ajoelhando, beijando sua barriga, até chegar no pau. Comecei a lamber a cabecinha, suguei aquele cacete gostoso, brinquei com suas bolas e caprichei no boquete.

Me deliciei com seu pau gostoso


Fiquei um bom tempo mamando naquela rola deliciosa e ele gemia de prazer enquanto empurrava minha cabeça pra me fazer engolir mais ainda daquele cacete. Minha buceta latejava de tesão e eu até sentia uma dorzinha gostosa de tanta vontade de foder.

Enquanto chupava seu pau, ele gemia gostosinho sem parar e se contorcia de prazer. Parei depois de um tempo, pois como nós dois éramos virgens, fiquei com medo dele gozar logo, então resolvi ficar em pé e tascar um beijo molhado em sua boca, enquanto conduzia sua mão até minha buceta melada.

Fiz ele sentir e tocar uma siririca gostosa pra mim, logo senti uma necessidade grande de sentar na sua pica. Ele sentou no sofá, me puxou e encaixou seu pau gostoso. Doeu um pouco, mas como eu estava super molhada, acabou sendo mais fácil.

Ele meteu fundo e eu comecei a me movimentar devagar em cima do seu cacete. Ele mamou meus peitos, chupando os biquinhos e me fazendo arrepiar por inteira, ficar suada e delirar de prazer.

Eu queria que esse momento não acabasse nunca, pois, queria experimentar tudo com ele. Ele foi aumentando o ritmo, mas começou a doer bastante. Ainda assim, não queria parar e me concentrei naquele prazer intenso. Ele me comeu gostoso, depois trocamos de posição e ele socou na minha bucetinha de quatro.

Enquanto ele metia, comecei a rebolar gostoso no seu cacete e logo ele avisou que gozaria. Como éramos inexperientes, ele não tirou o pau a tempo e encheu minha xaninha com sua porra quente. Eu fiquei toda meladinha, foi bem arriscado, mas prazeroso.

Depois desse dia não paramos mais de transar, nossos pais nem imaginam as putarias que a gente faz até hoje quando eles não estão em casa.

407 views views

Contos relacionados

Comendo a crente virgem de 18 anos

Me chamo Rodrigo, tenho 23 anos, estudante de direito e tarado por crentes. Acabei comendo uma crente virgem que estuda comigo, e me dá muito tesão pegar uma gostosinha assim, sabendo que é...

LER CONTO

Tirando a virgindade da minha prima

Acabei tirando a virgindade da minha prima de 18 anos Vou contar para vocês como acabei tirando a virgindade da minha prima Grazi. Ela tinha 18 anos na época e era a mais gata de todas as primas...

LER CONTO

Primeira transa com o namorado

Olá, tenho 22 anos, sou branquinha, cabelos longos e ondulados, seios médios, 1,68 de altura, bunda redondinha e coxas grossas bem torneadas. Eu digo que modéstia à parte, sou uma mulher muito...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 2 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2021 - Seus Contos Eróticos