Seus Contos Eróticos » Incesto » Sexo com o primo distante

Sexo com o primo distante

Publicado em junho 1, 2021 por store

Fiz sexo com o primo gostoso

Eu me chamo Luísa, acabei de fazer 19 anos, e moro na capital com meus pais. Esse ano meus pais decidiram fazer uma festa de família, para reencontrar parentes que a gente nunca mais tinha visto. A festa seria no domingo mas a partir de sexta a nossa casa já tinha hóspedes.

Não tinha praticamente ninguém da minha idade, ou eram mais novos ou muito mais velhos, eu certamente não queria ficar ali fazendo sala para eles, eu tinha acabado com um relacionamento a dois meses, e estava subindo pelas paredes, necessitava de uma festa com um pessoal jovem numa balada.

No sábado de manhã estava chovendo de mais, e como eu disse eu estava subindo pelas paredes, e muito excitada naquele momento, sem me dar conta comecei a me tocar no meu quarto sem ao menos ter trancado a porta, comecei a massagear meus peitos e me tocar por baixo, passei a usar um vibrador que eu tinha, eu estava prestes a gozar quando de repente a porta se abre, eu baixei meu vestido rapidamente mas com certeza ele viu o vibrador que acabou caindo no chão. Então o rapaz que deveria ter a mesma idade que eu. Falou: – melhor eu voltar depois.

Ele fechou a porta, assim que eu escondi o vibrador abriram minha porta novamente, era minha tia Lúcia, ela já chegou me abraçando e me beijando, e perguntou se o Alan já havia deixado as coisas aqui, já que ele dormiria no mesmo quarto que eu, então eu lembrei do Alan, era meu primo que morava numa cidade vizinha, ele era um ano mais novo do que eu, nossa, Como ele havia mudado. Mais tarde nos encontramos novamente, eu não sabia o que falar com ele depois do último episódio, mas nem precisou, ele veio em minha direção e disse: – Já limpou o quarto? . Me deixando sem graça e antes que mandasse ele pra casa da porra, ele deu risada, se desculpou e perguntou Como eu estava.

Conversamos por vários minutos sobre vários assuntos até que chegamos no assunto principal. Então eu perguntei o que ele realmente viu, e ele respondeu. – infelizmente, nada de mais. E sorriu, então complementou falando, mas se você quiser eu te ajudo nisso, e antes dele terminar e ele responder o resto da família chamou ele para saber se ele já tinha namorado, etc. Essas coisas de sempre.

Enfim chegou a hora de todos irem para cama, já que a manhã seria a grande festa e maioria já estavam bêbados. Alguns dos nossos tios foram nos desejar boa noite. 1h depois de todos já terem dormido eu perguntei em voz alta. – está dormindo? Então ele respondeu: – estou esperando ver o que eu ainda não vi.

Eu entendi o que ele havia dito e já que eu estava pegando fogo desde de manhã por conta de não ter gozado, então comecei a me tocar enquanto ele me via, pode notar ele excitado escutando meus gemidos, então ele começou a chupar meus peitos enquanto eu brincava com minhas pepeka, peguei o pau de meu primo, que era bem dotado por sinal e comecei a chupa-lo, infelizmente não chupei do jeito que eu queria pôs estava concentrada, nos meus dedos que estavam na minha vagina, ele começou a me beijar e morder meu pescoço, e eu que já estava no limite desde cedo acabei gozando beijando meu primo.

Aquilo era o começo de um incesto, mas eu não me importava naquele momento, e muito menos ele que acabou chupando todo meu gozo e continuar a chupar minha ppk e brincando com meu clitóris, eu já estava fraca, sua boca e seus dedos eram maravilhosos, mas eu queria mais, queria ele dentro de mim, então ele meteu seu órgão dentro de mim, a muito tempo que eu queria sentir algo duro e quente dentro de mim, e cada socada eu me excitava mais e mais, ele podia ser jovem mas toda sua energia era o que eu precisava no momento, eu já não me controlava, meus gemidos estavam alto de mais, uma de suas mãos abafava os ruídos que saíam de minha boca, enquanto eu mordia sua mão.

Passei a ficar por cima e sinceramente, essa era a posição que eu mais gostava, pois eu estava no controle, mas meu primo não entendeu dessa forma, ele continuar a movimentar suas pernas, socando sua porra dentro de mim e eu contraindo, apertando minha xana e o enlouquecendo, enquanto ele mordia meus peitos e apertava minha bunda, já que não podia bater por conta do barulho, ele metendo e eu cavalgando, tudo isso estava me levando a loucura até que eu acabei gozando pela segunda vez, e dessa vez em cima do meu primo.

Saí de cima do Alan e bate o melhor boquete da vida dele, ele gozou na minha boca, eu engolir tudo e nos beijamos em seguida.
Transamos a noite toda. A festa no domingo foi divertida para quem tinha disposição, porque eu estava acabada

998 views views

Contos relacionados

Trepando com minha irmã e minha namorada

Minha irmã e minha namorada fizeram um menage comigo Me chamo Paulo, tenho 24 anos, 1,85m, 80kgs, cabelos pretos e olhos verdes. A história que eu vou contar aconteceu comigo recentemente, e...

LER CONTO

Fui abusada pelo meu sobrinho enquanto dormia

Há uns dois ou três anos nós alugamos uma casa na praia. Eram eu, meu marido, minha irmã, meu cunhado e um sobrinho de 18 anos. Nossa ideia era passar o Carnaval por lá, ou seja, coisa de uns 5...

LER CONTO

Comendo minha prima e a filha de 18 dela

Transei com a minha prima e a filha dela Era um sábado, estávamos comemorando o aniversário do marido da minha prima, ela tinha 40 anos e um corpo de dar inveja em qualquer mulher mais nova, a...

LER CONTO

Realizando o sonho da sobrinha e fodendo a peituda

Metendo a rola grossa na bucetinha da sobrinha safada O cara da história de hoje é um empresário renomado, um homem de negócios que não tem filhos e nem esposa. No entanto ele tem família. E...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2021 - Seus Contos Eróticos