Seus Contos Eróticos » Fetiches » Tratamento especial da enfermeira

Tratamento especial da enfermeira

Publicado em março 18, 2021 por store

Esse relato aconteceu há uns anos. Eu sempre gostei de aventuras quando era mais novo e era um pouco irresponsável também. Dessa forma, um dia eu bebi um pouco demais, sofri um acidente e só me lembro de acordar na Santa Casa aqui da minha cidade. Um médico chamado Jorge me atendeu, ele disse que uma enfermeira viria ao meu quarto me aplicar algumas medicações e eu ficaria mais um tempo em observação.

Meia hora depois a tal enfermeira chegou, eu vi minha fantasia sexual se tornar real. Ela era deslumbrante, tinha seios enormes, bunda empinada e ela parecia daquelas mulheres que treinavam bastante na academia. Era muito gostosa mesmo.

Ela foi muito educada, pediu licença, falou sobre os remédios, me deu alguns para tomar e aplicou outro na veia. Ela perguntou se poderia fazer algo por mim e eu brinquei dizendo que o que eu queria ela não poderia fazer.

Ela deu uma risadinha, me apresentei pra ela e disse que poderia me chamar só de Bruno. Depois dos remédios, ela ainda conversou um pouco comigo, achei ela muito simpática e perguntei se ela gostaria de sair comigo qualquer dia, quando eu estivesse fora do hospital.

Ela respondeu um “quem sabe” sorriu e saiu, dizendo que tinham outros pacientes que precisava atender. Eu fiquei pensando nela, a mulher é gostosa, boa de papo, educada, mexeu demais comigo.

Algumas horas depois ela apareceu no meu quarto. Como era muito tarde, as visitas já tinham ido embora, boa parte dos funcionários também e por isso estava o mais absoluto silêncio no hospital.

Ela começou a conversar animada, perguntou como eu estava, eu respondi que bem melhor com a presença dela e ficamos um tempo batendo papo, até que ela veio do nada, trancou a porta do quarto, voltou para o meu lado, levantou os lençois e e deslizou suas mãos pela minha coxa, foi descendo e alisou meu pau.

Na hora ele endureceu e ficou latejando de tesão. Eu tentava controlar minha respiração, ela veio se abaixou um pouco e começou a chupar meu cacete. Ela me deixou louco, sua boca estava me engolindo por completo em um vai e vem que me deixava louco de tesão.

De vez em quando ela descia a boca pelas minhas bolas e subia, encontrando meu pau novamente. Eu já não estava mais aguentando de tesão, comecei a gemer com mais intensidade, porém tomando cuidado pra não sair alto demais. O boquete dela era maravilhoso, ela explorava cada parte do meu pau, engolindo e deixando todo babado até escorrer pelas minhas bolas.

Ela me causava vários arrepios, eu estava no ápice do tesão. Depois de uns minutos pedi pra ela parar senão ia gozar e queria aproveitar mais aquele momento. Ela parou, se deitou na cama em cima de mim com todo cuidado, tirei sua calça, afastei sua calcinha e comecei a meter a pica na buceta dela.

Foi uma delícia, eu abri sua blusa, mamei seus seios e ela começou a rebolar devagar no meu cacete, as vezes pulando pra sentir minha pica inteira dentro dela. Era gostoso demais, ela fazia movimentos circulares, gemia e apoiava as mãos no meu peito.

Ela subia e descia e logo ela pediu pra eu colocar no seu cuzinho. Tirei a pica da buceta dela, encaixei atrás e comecei a foder aquele cu apertadinho e fiquei com muito mais tesão. Eu não aguentei e logo tive que tirar o pau senão gozaria dentro dela e ela pediu que não. Tirei o pau e quando ela sentiu que o leite ia sair, caiu de boca e engoliu cada gota da minha porra.

Foi uma experiência bem gostosa, nunca me senti tão bem. Me senti muito melhor com o atendimento gostoso dessa enfermeira safada.

1.006 views views

Contos relacionados

O fetiche do meu marido corno

Meu nome é Lu, sou casada há 8 anos e vivo bem com meu marido, ele é uma pessoa muito especial e muito safado também. Há uns dois anos, durante nossas transas, ele sempre me dizia que eu tinha...

LER CONTO

Necessidades sexuais de uma grávida safada

Grávida safada querendo sexo Essa história era de quando eu tinha vinte anos, e tinha uma filha linda de seis meses. Sempre fui mãe solteira, não que o pai dela não fosse presente, mas assim...

LER CONTO

Minha primeira experiência bissexual

Experiência bissexual com um casal safado Eu me chamo Arthur, tenho 23 anos e sou professor de educação física e personal trainer. Sou moreno, tenho olhos azuis e um cabelo bem baixinho e...

LER CONTO

Me exibindo para o técnico

Num dia qualquer, me chamo Letícia e estava cansada após ter feito faxina, só queria ver uma TV e ela não estava funcionando. Chamei um técnico, pois não tinha carro pra levar para o conserto e...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2021 - Seus Contos Eróticos