Seus Contos Eróticos » Fetiches » Uma foda no fim de tarde

Uma foda no fim de tarde

Publicado em fevereiro 25, 2021 por Nordestino_Tarado

Era fim de tarde, eu estava saindo do cursinho para ir pra casa, quando minha mãe me ligou e disse que estava saindo. Resolvi então, dar uma volta antes de ir pra casa, nisso, encontrei um rapaz que me cantava há tempos, mas eu nunca tinha dado uma oportunidade pra ele.

Fomos para um barzinho em um bairro que eu não conhecia. Entre copos e mais copos, começamos a ficar mais a vontade, trocamos beijos, começamos a trocar carícias mais quentes, mão naquilo, aquilo na mão.

Pagamos a conta e entramos no carro, ele mal fechou a porta, eu pulei no colo dele e senti o pau ficando duro dentro da calça, quase gritando de vontade de sair. Abri o zíper, e saltou pra fora um caralho imenso. Não pensei duas vezes, sentei e ele entrou todinho na minha bucetinha.

Comecei a cavalgar e gemer naquela pica deliciosa. Eu dizia muita sacanagem, que ia gozar no pau dele. Toda vez que eu falava ele urrava de tesão enquanto eu cavalgava gostoso. Ele aproveitou e começou a apertar e mamar meus seios.

-Você gosta de sentar numa pica né, cachorrinha?

Eu respondi que sim, gritava de tesão, sentava com vontade, rebolava e ouvia ele me xingando de puta, safada e vadia. Ele me tirou de cima do seu pau, deitou no banco do carro e começou a fazer um papai e mamãe delicioso. Ele metia fundo e forte na minha bucetinha, que naquela altura já estava vermelha e inchada de tanta pica.

Ele disse que queria gozar na minha boca, eu mais que depressa comecei a chupar aquele caralho grosso. Eu lambia toda a cabecinha, deslizava a pontinha da língua da cabecinha até o saco e ele gemia igual um louco, mandando eu engolir e me chamando de piranha.

Ele disse que estava quase gozando, eu engoli mais ainda aquele pau e ele gemendo me chamou de safada e disse que nunca tinha conhecido uma boca tão gostosa. Ainda falou que eu era uma verdadeira puta.

A gente continuou ali, quando de repente ele gozou na minha boca. Depois de me fazer beber sua porra, ele disse que queria que eu fosse pra casa dele, para me comer igual uma puta.

Chegando na casa dele, me jogou no sofá e começou a chupar minha bucetinha. Porra! que oral gostoso! O cara lambia, chupava minha buceta com um tesão indescritível, mas aí já é uma história para outro conto.

151 views views

Contos relacionados

Aprendendo a ser submissa

Virei submissa e não quero outra vida Meu nome é Ana, tenho 37 anos e estou escrevendo um conto erótico pela primeira vez. Há algum tempo, comecei a ler 50 Tons de cinza e também vi o filme....

LER CONTO

Minha primeira experiência bissexual

Experiência bissexual com um casal safado Eu me chamo Arthur, tenho 23 anos e sou professor de educação física e personal trainer. Sou moreno, tenho olhos azuis e um cabelo bem baixinho e...

LER CONTO

Meu amante caminhoneiro e seu amigo

Meu amante caminhoneiro e seu amigo Me chamo Izabel e tenho 40 anos, conheci o Eduardo há exatamente três anos, na casa da mãe dele, ela era a minha costureira, e logo passamos a sair juntos....

LER CONTO

Foda com o cara do Tinder

Vou contar sobre o primeiro encontro com um cara do Tinder. Tudo era novidade pra mim, estava recém separada de um casamento e parecia engatinhar pela primeira vez. Eu estava ansiosa para encontrar...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 3 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2021 - Seus Contos Eróticos