Publicado em setembro 22, 2020 por store
5/5 - (3 votes)

Sou uma morena, tenho 31 anos, sou casada. Meu marido é um homem que sabe o que fazer com uma mulher, sabe trabalhar direitinho com as mãos, língua e sobre tudo com seu pau. Ufa! Como é gostoso.
Ele tinha sido meu único homem, no entanto, em um período em que ele se ausentou a trabalho, conheci um amigo dele que começou a mexer comigo de uma maneira intensa. No início eu resistia, não aceitava estar sentindo todo aquele desejo, mas aos poucos fui me entregando a aquele tesão louco.
Começamos a conversar pelo zap, até que um dia inesperadamente ele me mandou uma foto do seu pau grosso e duro, foi aí que vi que eu também mexia muito com ele. Começamos a transar virtualmente, ele pedia para eu colocar a mão na buceta e dizia que estava me comendo, me chupando, e eu louca gravava áudios com meus gemidos, tirava fotos nuas e enviava. Transávamos virtualmente todos os dias.

Meu marido voltou e notei que quanto mais me envolvia com ele, mais gostosas ficavam minhas transas com meu marido, que sempre dizia que eu estava deliciosa, uma verdadeira puta. Certo dia meu marido chegou em casa e pediu que fizesse oral nele, queria que eu chupasse ele todinho, depois me colocou sentada na janela do quarto e me comeu ali mesmo, minha buceta escorria de tanto tesão, fez eu me sentir uma verdadeira puta, adorei a sensação e em pensamentos sempre aparecia minhas brincadeiras virtuais com o amigo dele. No outro dia meu marido foi embora iria ficar novamente um tempo fora, foi a deixa para meu tesão, peguei o telefone e liguei para o outro marcando um encontro, nosso primeiro encontro real, pois não mais aguentava de tanto desejo por ele.

Ele topou na hora e foi ao meu encontro em uma cidade afastada. Marcamos em um hotel lindo e charmoso. Quando cheguei, ele já estava à minha espera. Entrei e tomei um banho delicioso e quando saí ele me pegou pelo cabelo, me encostou na parede, eu só vi a toalha caindo e ele começou a chupar meus seios com força, me morder e me chamou de putinha gostosa, isso me arrepiava e senti minha buceta latejando e encharcada. Ele me jogou na cama me beijando até chegar à minha buceta, chupava tão gostoso, colocava sua língua lá dentro e depois ia passando nela toda, pediu que gozasse na sua boca, e eu não resisti e fiz direitinho como ele tinha me pedido foi uma delicia. E para agradecer comecei a chupar seu pau grosso e ele gemia incontrolavelmente e me chamava de gostosa e tesuda, subi em cima dele, me encachei e comecei a cavalgar enquanto ele chupava meus seios, foi quando ele me disse no ouvido que ia comer meu cuzinho e eu mole de tesão não resisti, fiquei de quatro e virei o meu bumbum para ele, e em movimentos fortes senti ele penetrando tudo, foi bem fundo dentro de mim, com estocadas incríveis e batendo na minha bunda. Uma transa louca de muito tesão e safadeza. Ele dizia que eu era safada e metia fundo, dizendo que eu era gostosa e não parava de meter até que gozamos juntos. Foi uma transa inesquecível. Tomei banho, saí me despendido com um beijo na boca e ele disse que eu fui a mulher mais gostosa que ele teve em seus braço

3.624 views views
5/5 - (3 votes)

Contos relacionados

Transando com o policial rodoviário

O dia que transei com o policial rodoviário Eu tinha que resolver umas coisas na faculdade, na cidade vizinha. Eu aproveitei pra dar uma volta pelo lugar, e na volta encontrei uma blitz. Parei...

LER CONTO

Do avião para o motel

Sempre que viajo de avião fico cheia de tesão. Outra coisa que me deixa muito excitada são homens de terno. Um dia fiz uma viagem e juntou os dois. Eu estava no avião, e um homem de uns 40 anos,...

LER CONTO

Dando uma rapidinha no hospital

Dando uma rapidinha gostosa no hospital durante o expediente Trabalhar no hospital não é fácil, todo dia lidamos com a dor de perder alguém, mesmo que não seja ninguém próximo a nós,...

LER CONTO

Dando para os porteiros do prédio

Os porteiros me comendo gostoso Eu morava num prédio onde três porteiros se revezavam em seus postos, me chamo Lídia e tinha me mudado há pouco tempo, o suficiente pra reparar que eram todos...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 5 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2024 - Seus Contos Eróticos