Seus Contos Eróticos » Contos de Traição » Descobrindo que minha namorada é uma puta

Descobrindo que minha namorada é uma puta

Publicado em julho 7, 2022 por stif
4/5 - (14 votes)

Hoje vou falar sobre um caso que aconteceu comigo meses atrás. Eu decidi fazer uma surpresa perfeita para minha namorada gostosa e convidei ela pra irmos no melhor motel da cidade. Já tinha frequentado o local uma vez e adoramos a banheira de hidromassagem. A minha namorada estava no trabalho então eu fui antes pro motel e mandei ela me encontrar lá. Enquanto coloca a banheira pra encher, o telefone toca. Era um primo meu, Fábio, que estava passando na cidade e queria me ver pra conversamos um pouco.

Falei pra ele que estava ficando sem bateria mas que em no máximo meia hora entrava em contato pra gente se encontrar. Então a Paula, minha namorada, chegou e me encontrou peladão na hidro. A gostosa tira a roupa e entra na hidro para me beijar. Passamos o dia falando safadeza um para o outro, o tesão estava intenso e a safada começa a chupar meu pau duro com vontade. Em seguida a minha gata senta com a buceta na minha picona e começa a cavalgar com força e engole todo meu cacete. A foda estava deliciosa, logo logo eu iria gozar. Então a Paula me pergunta se levei algum baseado. Falei que sim e mandei ela buscar na carteira para fumarmos um e relaxar.

Namorada gostosa ficou chapada e se soltou no motel

De repente meu celular tocou, era o Fábio meu primo mandando mensagem. Confesso que já tinha até esquecido dele rsrs. Falei para a Paula que precisa encontrá-lo, mas não queria cortar o nosso momento de tesão. Então ela me fala que seria de boa eu convidá-lo a ir até o motel.

  • Manda ele vim, vocês conversam e depois ele vai embora e seguirmos nossa putaria – disse Paula.

Eu sempre desconfiei que ela tinha tesão por ele, afinal o cara é um super gato e parece ter uma pica gigante. Então eu perguntei se ela queria dar pra ele também e a safadinha me diz que no máximo deixaria ele com vontade. Fui levando na brincadeira e perguntei:

  • Eu: Cê acha que ele aguenta só passar vontade? Ele vai querer te foder também.
  • Paula: Ah mow, tem que aguentar né. Afinal é tudo brincadeira mesmo, ele não levaria a sério.
  • Eu: Quer mesmo que eu chame ele até aqui?
  • Paula: Por mim tudo bem 🙂

Então mandei mensagem pro Fábio informando que estava no motel com ela e que ele poderia ir. Ele ficou meio sem entender, mas depois me pediu o endereço. Mandei o endereço exato e o quarto que estávamos.

Safadinha pedindo pra deixar meu primo participar do sexo

A Paula sempre foi muito puta, ela sempre teve ideias de putaria sensacionais, mas eu sempre ficava surpreso com ela. Minha namorada me perguntou se eu liberaria o meu primo filmar a nossa foda enquanto ele conversava comigo. Ela diz que estava com muito tesão hoje e que não queria esperar. Além disso, a putinha queria ver qual a cara dele olhando a gente trepar banheira.

  • Paula: Imagina tu me fodendo de quatro e o Fábio filmando?
  • Eu: Ah cara, acho que ele ficaria de pau duro rapidinho. Tu tá doida pra ver a rola do meu primo né safada? Você não presta kkkk
  • Paula: Não não, jamais. Só quero deixar esse seu primo ai louco de tesão enquanto você se diverte com minha xota.

Então o interfone toca, era o meu primo no motel. Pedir pra Paula ir abrir a porta pra ele, ela colocou a lingerie e foi lá. Eles voltaram e o Fábio sentou perto da hidro e começamos a conversar normalmente.

A safada da Paula me diz que queria entrar na hidro, mas não queria molhar suas roupas. Então mandei ela entrar que não tinha problemas. Ela é tão puta que ficou peladona rapidamente e entrou toda nua na banheira. Eu achava que ela iria entrar com a lingerie e não pelada. Ela me diz que já era tarde e que o Fábio já tinha visto ela pelada mesmo.

Deu pra ver nada cara do meu primo que ele ficou excitado. Afinal, a minha nada é uma novinha muito gostosa, vocês não tem noção.

Transando com minha namorada na frente do meu primo

Enquanto conversava com meu primo, a minha pica ficou dura pois a Paula estava pelada esfregando a bunda gostosa na minha piroca. Então a safada me diz que estava sentindo o cacete vibrando e eu respondo que era difícil controlar.

  • Paula: Amor, seu pau já está duro? Você é safado kkk
  • Eu: Ah fia, não tem como não ficar excitado perto de uma mulher tão gostosa. Não é mesmo Fábio?
  • Fábio: sim sim, verdade.

Eu sempre desejei ser um corninho, só nunca tive coragem de assumir e nem de pedir pra minha mina me trair. Porém sempre sonhei compartilhando essa safadinha com outro macho.

Então a minha putinha começa a bater uma no meu pau e chupa a pica dura com sua boca de veludo. Eu pergunto se o meu primo se importaria com isso, e ele me diz que pra ele seria de boa. Depois disso, a puta da Paula senta na minha pica com a bucetinha gostosa na frente do meu primo que assistiu a tudo bem de perto. Os olhos dele chegava a brilhar e sua pica mostrava um volume enorme na bermuda.

Pedir pro meu primo ir pegar uma cerveja e ele foi. Quando voltou, era visível o pau dele super duro por baixo da bermuda. A Paula olhou e chegou a salivar, imaginando como seria. Então pedimos pro Fábio gravar a nossa boa foda na piscina e ele rapidamente ligou meu celular pra filmar. Em seguida fomos pra cama, eu metia a pica grossa na bucetinha da minha namorada e ela gemia muito alto.

Chamando o primo dotado pra fazer menage com minha namorada

A Paula é uma vadia sem limites e falou pro meu primo que se ele quisesse podeira bater uma punheta enquanto filmava a nossa foda. O Fábio nem pensou duas vezes e ficou peladão com sua piroca gigante latejando de tesão pra se masturbar. Uma pica muito grossa e veiuda que deixou a minha namorada louca pra prová-la.

Quando coloquei a safada de quatro, meu primo com a pica de fora bem dura ficou próximo da gente pra filmar e o pênis dele passava bem pertinho da cara da minha namorada. Então eu mudei de posição e coloquei a vadia nua na cama pra chupar sua buceta. Enquanto eu mergulhava na pepeca gostosa da safadinha ela gemia alto e de repente sentir o gemido dela abafado. Quando eu olho pra cima vir a safadinha entalada com a piroca do meu primo na boca que mal cabia de tão grossa. Eu sentir algo bem diferente e gostoso, então permitir acontecer e como ja tava envolvido deixei a safada se divertir. Então coloquei a puta de quatro e meti a pica dura no cu dela enquanto ela chupava a rola dele.

  • Fábio: Primo tudo bem pra você ? Se quiser que eu pare, só falar.
  • Paula: Nãaaao, nem pense nisso. Eu adorei e quero continuar.
  • Eu: É primo, contando que permaneça em sigilo entre a gente, por mim tudo bem, se divirta.

Fazendo dupla penetração com namorada e meu primo

Dessa forma a safada gemia algo pra caralho enquanto babava a rola do Fábio e eu metia a pica toda no cu dela. Quando eu gozei fiquei muito exausto então me joguei na cama pra descansar. Foi nessa hora que a Paula chamou o meu primo pra foder a bunda dela. Eu fiquei apenas olhando a safadinha gritando de dor ou tesão dando o cu pro roludo. Depois ela deitou o Fábio na cama e sentou com a buceta na rola dele e mandou eu socar a pica todinha no cuzinho dela. Eu já estava de pau duro e aproveitei.

Finalmente fizemos dupla penetração com nosso primo, a minha namorada mostrou a puta que sempre foi e gozou como nunca. Depois que terminamos o Fábio tomou banho e saiu todo sem graça. Eu confesso que adorei aquele dia, foi uma experiência muito boa e pretendo repetir mais vezes.

11.986 views views
4/5 - (14 votes)

Contos relacionados

Baiano Safado Arrombando a Casada Carente

Oi, sou o Murilo, baiano de Feira de Santana, negro, 1,87 de altura, corpo atlético e viciado em putaria. Acabei arrombando a casada safada que mora no meu bairro e é esposa de um coroa fofoqueiro...

LER CONTO

Traindo a esposa com a cunhadinha

Fodendo a cunhadinha gostosa na sauna Sou um homem bem apessoado, corpo atlético, aos 35 anos mantenho-me cheio de desejos e tesão. Em função disso, sempre mantive uma tara por minha...

LER CONTO

Fodendo com a vizinha casada

Olá amantes de sexo com histórias, hoje vou contar uma putaria minha com a vizinha safada que aconteceu a pouco tempo. Era um dia de sábado pela manhã quando um caminhão de mudanças parou na...

LER CONTO

O pedreiro de 19 anos

O pedreiro de 19 anos Me chamo Rose, tenho 43 anos e tudo aconteceu em meados de Junho. Já estávamos em período de quarentena há 4 meses e sem poder sair para dar minhas aprontadas, eu me...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2022 - Seus Contos Eróticos