Seus Contos Eróticos » Cornos » Voltei pra casa com o cuzinho arrombado

Voltei pra casa com o cuzinho arrombado

Publicado em janeiro 6, 2021 por Nordestino_Tarado

Vou contar como voltei pra casa com o cuzinho arrombado. Meu nome é Bia, tenho 39 anos, sou casada, tenho dois filhos. Eu sou uma mulher bem gostosa e safada também, por mais que eu tente me esforçar, sempre acabo ficando com outro homem, pois o desejo da carne é muitas vezes incontrolável. Eu estava tranquila há meses, sem procurar ter um caso com ninguém, mas como sempre, o destino prega suas peças.

No mês de Janeiro uma amiga convidou eu e meu marido para passarmos uns dias em uma casa de veraneio. Meu marido não pôde ir, pois é médico e teria que trabalhar durante o fim de semana, então eu resolvi ir sozinha mesmo.

A gente chegou na sexta durante a noite nessa casa e eu estava tão empolgada vendo os jovens tomando cerveja, curtindo um som e aproveitando o melhor da vida. Assim que cheguei tratei de vestir meu biquíni e curtir um banho de piscina. Mesmo durante a noite, o lugar era um pouco quente, então fui dar um mergulho pra relaxar.

Quando fui tomar uma ducha no chuveiro que fica do lado de fora, ouvi alguém dizer:

– Aaaahhh! Que bunda gostosa!

Outro comentou:

– Oooohhh lá em casa! Eu ia esfolar meu pau…

Ouvi várias gracinhas desses caras. Qualquer mulher ficaria constrangida, mas eu sempre gostei de ouvir essas cantadas safadas, me faz sentir muito gostosa e sempre me deixa com tesão quando o cara é atraente. De qualquer forma, fingi que não era comigo, sai do chuveiro, me enrolei na toalha e saí dali, mas antes pude ver um deles colocando o pau pra fora. Eu fiquei chocada com o tamanho dessa pica, era grande, daquelas que a gente sabe que deixa qualquer buceta e cu arrombados.

No segundo dia fui até a praia e na volta ouvi mais gracinhas, dessa vez todos eles colocaram os paus pra fora. Eles eram realmente pauzudos e ficaram escondidinhos pelo portão da casa onde eles estavam, se masturbando. Nossa! Fiquei tão nervosa, não queria parecer uma mulher fácil, mas minha bucetinha piscava e ficava bem molhadinha.

Eu resolvi dar um showzinho pra eles, coloquei meu biquíni ainda mais enfiado no cuzinho e fiquei ali vendo esses safados babando. Entrei no chuveiro, me banhei de um jeito sexy, porém discreto, e vi os safados na punheta. Eles estavam acompanhados de algumas garotas, acho que namorada deles e elas acabaram voltando da praia, então eles entraram na casa para não dar bandeira.

No terceiro dia, um deles se aproximou de mim, era o que tinha o pau mais grosso. Ele disse que seu nome era Eduardo, mas que eu poderia chamar de Dudu. Chegou em mim com o olhar bem safado, fingindo estar tímido e disse:

– Quero falar uma coisa, mas não sei se devo…

Eu encorajei o rapaz e ele perguntou se eu era casada. Eu disse que sim, então ele disse para deixar a conversa pra lá, mas eu queria realmente saber então disse pra ele me falar logo, pois no dia seguinte eu ia embora e ele ia perder a oportunidade, então ele se soltou e disse:

Você tem um rabo grande e apetitoso

– Desde o primeiro dia em que te vi, ando com o maior tesão pensando em você. Que tal se a gente fosse lá na casa onde estou com meus amigos e você deixa eu enfiar a língua nesse cu?
Fiquei chocada com a cara de pau dele em me falar isso e perguntei pelos amigos dele. O rapaz respondeu que eles tinham saído com as garotas e demorariam para voltar. Eu dei uma escapada sem minha amiga me ver e fui até lá. Assim que entramos ele me levou para o quarto, começamos a nos beijar gostoso e já senti a química rolar só no beijo. A língua dele é bem quente e gostosa.

Ele desamarrou meu biquíni, começou a chupar meus seios e foi passando as mãos pela minha bunda, subindo para minha cintura e depois chupando com mais intensidade. Depois que mamou nos meus peitos, ele tirou a parte de baixo do meu biquíni e meteu as mãos na minha bunda, agarrando forte e depois passando um dos dedos na minha bucetinha molhada e o levando até a boca gostosa dele.

Ele deu um tapa na minha bunda, me virou de costas, fez eu ficar empinadinha e começou a chupar minha bucetinha e meu cuzinho, me levando a sentir um prazer extremo. Eu gemi bem gostoso e rebolei na língua dele e deixei o safado com ainda mais tesão.

Depois de me chupar gostoso e me fazer gozar, ele se levantou e colocou seu pauzão grosso pra fora, me deixando louca de tesão por esse cacete gostoso. Depois de um tempo mamando nesse pau que mal cabia na minha boca, ele se levantou, foi até o quarto e trouxe um tubo de lubrificante, pedindo pra eu passar em sua pica.

Percebendo a intenção dele, fiquei gelada de nervosismo, mas fiz o que ele pediu, lambuzei seu pau com o lubrificante e depois ele deitou e eu fui por cima dele de costas. Eu fiquei me esfregando na rola dele por um bom tempo, roçando aquele cacete na minha bunda, deixando ele todo molhado com meu tesão que escorria.

Enquanto a sacanagem rolava, ele agarrou meus cabelos e urrava de tesão, dizendo que meu cu era gostoso, um cuzão maravilhoso! Deixei ele finalmente meter a rola e doeu pra caralho, mas o tesão falou mais alto e comecei a rebolar devagarzinho.

Ele ficou vários minutos comendo meu cu, me chamando de putinha e mandando eu sentar gostoso e modéstia à parte, dei o meu melhor, fiquei louca e aumentei o ritmo das reboladas, fazendo ele me xingar de tanto tesão. Eu já estava quase chorando de dor, mas estava gostoso demais, então ele disse que ia gozar.

Pedi pra ele gozar dentro do meu cuzinho e ele encheu, fazendo sua porra transbordar. Depois que ele tirou o pau da minha bunda ele ainda tinha mais porra e jorrou o resto pelo meu peito e a minha cara. Meu cu ficou super dolorido, foi difícil dormir essa noite, mas valeu a pena demais esse fim de semana gostoso.

2.220 views views

Contos relacionados

Sou uma morena, tenho 31 anos, sou casada. Meu marido é um homem que sabe o que fazer com uma mulher, sabe trabalhar direitinho com as mãos, língua e sobre tudo com seu pau. Ufa! Como é gostoso. ...

LER CONTO

Meu marido aceitou ser corno

Meu nome é Fabiane, sou casada com Anderson, tenho 28 anos, sou Brasileira de origem alemã, tenho um rosto maravilhoso (sei disso porque fui muito paquerada antes de nos mudarmos pra Angola, e meu...

LER CONTO

Trai meu marido com o negão da nossa rua

Eu sou uma esposa safada, trai meu marido com um negão que mora na rua da gente, e apesar do peso na consciência, não resisti e dei de novo pra ele. Vou contar como essa putaria com meu vizinho...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Lucio 19/02/2021 18:55

    Lindo kkk 😗😚 e rapito

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?
Desfrute do maior acervo de contos eróticos verídicos da internet e o melhor que o nosso conteúdo é 100% grátis.
© 2021 - Seus Contos Eróticos